sábado, 12 de agosto de 2017

Aleshin deixa a Schmidt Peterson e a IndyCar e prioriza LMP1 da SMP Racing no WEC


Algo não estava normal na relação entre a Schmidt Peterson e Mikhail Aleshin. Em duas ocasiões, o piloto teve que deixar a equipe na mão de junho pra cá.

Primeiramente, foi por ter tido problemas para sair da França após as 24 Horas de Le Mans, na qual correu pela equipe russa SMP Racing. E eu já vou ter que falar nisso de novo daqui a pouco.

Há quase um mês a ausência se repetiu, mas desta vez, nenhuma das partes comentou sobre qual teria sido o motivo. Agora sabemos o que está acontecendo, e isso encerra o vínculo entre o piloto e a equipe, assim como também até mesmo uma saída da IndyCar.

Acontece que o russo está trabalhando no desenvolvimento de um LMP1, o BR1, visando a entrada no WEC já em 2018. Isso mesmo: a SMP Racing vai sair da LMP2 e subir de classe no endurance. É um projeto ambicioso, mas talvez a sorte sorria mais para as equipes independentes após a saída do Porsche do certame, que irá migrar para a Formula E.

Sendo assim, a SPM e a SMP, decidiram, de comum acordo, deixar Aleshin priorizar o desenvolvimento do novo bólido. Siglas parecidas as dos dois times envolvidas, né?

Atualização (16/08): como já tinha feito anteriormente, Sebastián Saavedra será o substituto pelo menos nas próximas duas etapas.


Página do AutoblogPV8 no Facebook: https://www.facebook.com/Autoblogpv8

Um abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário