terça-feira, 25 de julho de 2017

Fórmula 1 2017/18 - Teorias da "conspiração" entre Renault, Toro Rosso, McLaren e seus pilotos


Eu não me lembro ao certo se foi em 2015 ou 2016, que a Renault foi alvo, o centro de uma série de rumores, envolvendo transferências de pilotos. Agora, isso volta a acontecer, graças a presença de um (sinto muito, fãs) incompetente Jolyon Palmer.

Campeão da então GP2 Series em 2014, quando tinha o melhor carro do grid e tirava pilotos da pista com a permissão omissão dos comissários, no ano seguinte ele conseguiu apenas uma vaga como reserva da Lotus, para então em 2016, tornar-se titular da, a partir dali, Renault.

Foi um ano desastroso, com abandonos ridículos e, por mais que tenha, sim, melhorado nesta temporada (viu? Não sou tão cruel assim), não vem entregando resultados. Não marcou um mísero pontinho sequer para a esquadra francesa (contra 26 de Nico Hulkenberg) e com isso, somado aos cada vez mais proveitosos testes de Robert Kubica, sua batata vem sendo nem assada, mas gratinada ao molho. Tipo aquele macarrão do Spoleto, sabem? Aquilo sai quente pra caralho caramba do forno.


Para o GP da Hungria, que acontece no próximo final de semana, o carro de Palmer receberá atualizações aerodinâmicas importantes e, com isso, ficou-se subentendido que: ou você mostra serviço urgentemente, ou tá fora, rapaz. E quem vai pegar esse mesmo carro na semana seguinte para testes em Hungaroring? Isso mesmo: Kubica. Dependendo dos resultados, ele é cogitado para andar nos treinos livres dos GPs seguintes. Como já era cogitado, aliás.

Porém o polonês não está sozinho nessa jogada. Outro nome sempre ligado aos franceses é o de... Carlos Sainz Jr.! Ainda por cima, a McLaren também pode estar de olho nele e, quanto a isto, Fernando Alonso demonstrou apoio. Aliás, o bicampeão mundial é outro especulado para sentar no carro amarelo no ano que vem. Só falta colocarem também a Rosemary Smith (melhor vovó!) no jogo.


Recentemente o espanhol mais jovem sugeriu sutilmente que deixaria os rubro-taurinos no ano que vem e, por isso, levou esporro de todo mundo que tem cargo de direção na companhia. Christian Horner, Helmut Marko, Franz Tost... Acho que até o dono da bagaça toda, Dietrich Mateschits. Enfim, teve fila pra xingar Sainz. Chamaram-no de ingrato e que, por força de contrato, vai continuar com eles, sim. Bem, sinal de que seu potencial é muito cobiçado.

Ingrato, é? Como se a Red Bull já não tivesse arruinado várias carreiras. De vez em quando aparece um Sebastian Vettel, Daniel Ricciardo ou Max Verstappen. Mas para terem três bons frutos, eles acabam com a carreira de vários outros. Quase fizeram isso mais uma vez no ano passado, quando trocaram Daniil Kvyat e molequerstappen de lugar. Felizmente, uma vez na vida, colocaram a mão na consciência e renovaram com o russo.

"Ah, mas tá certo, os pilotos são sortudos de estarem no programa da Red Bull". Concordo! No que diz respeito à oportunidade. Mas como dizem economistas e a galera de contábeis em geral: não existe almoço grátis, gente. Com a garotada vencendo nas categorias de base, também se promove a marca. Uma mão lava a outra. Então a relação não é bem assim de um só fazendo favor para o outro.


Acontece que Kvyat voltou a ganhar fama de torpedo e, antes da zica bater mais forte, ele mesmo brincava com isso. Até que seus incidentes voltaram a ficar mais frequentes e, hoje, a STR divulgou uma foto de Pierre Gasly moldando banco para cockpit.

Pode ser só para os testes? Sim. Mas ele também pode estar sendo preparado para eventualmente substituir um dos pilotos da satélite rubro-taurina, embora esta também esteja envolvida em boatos de se tornar time de fábrica da Honda. Quanta coisa envolvida, hein?


Há ainda interesses da McLaren sobre a mesa. Ela não liberaria Alonso, nem abriria mão de Sainz assim, de mão beijada. Estão de saco cheio da Honda, e querem outro motor. Ferrari e Mercedes-Benz não estão nada dispostas a dar essa ajuda, pois sabem que a rival é mestre em fazer bons chassis. Restaria, então, a Renault, com um piloto como moeda de troca, caso as coisas não deem certo com Kubica.

Essa última parte, envolvendo todos esses fatores e ainda uma forçada ida de Sainz junto ao Alonso para a Renault, foi levntada pelo pessoal do Grande Prêmio. Das outras, eu tratei aqui antes, como sempre coloco links, e a imprensa europeia em geral tem dito o mesmo.

Vale lembrar ainda que não é a primeira vez que os nomes Sainz e Renault aparecem juntos. E também que o espanhol também é o terceiro piloto imediato da Red Bull, mas aparentemente Ricciardo e Verstappen continuarão lá em 2018.

Infinitas variáveis nas mãos de um gênio. Ele, o mito, a lenda: Palmer. Que já disse ter tomado uma providência: queimou sua cueca do azar. Quando ele teve sorte? Também não sei.


Página do AutoblogPV8 no Facebook: https://www.facebook.com/Autoblogpv8

Um abraço!

Fórmula 1 2017 - Ghiotto na Williams, Russell na Mercedes e Gasly na Toro Rosso, nos testes em Hungaroring


Assunto que rende, hein? Vamos lá, falar sobre reservas que participarão dos testes da Fórmula 1 em Hungaroring, após o GP da Hungria.

O primeiro confirmado da vez é o italiano Luca Ghiotto, que corre pela Russian Time na F2. Ele irá dividir os trabalhos com o titular da Williams, Felipe Massa.


Tendo entrado no programa de desenvolvimento da Mercedes no início desse ano, o britânico George Russell (sim, igual ao músico) irá conduzir as atividades pelas Flechas Prateadas. Atualmente ele corre na GP3 Series.

Ainda não foi dito se terá algum outro reserva (Pascal Wehrlein, que talvez perca assento para Nobugaru Matsushita na Sauber, ou Esteban Ocon, que pode perder para Lucas Auer na Force India) ou titular (Lewis Hamilton ou Valtteri Bottas) como companheiro.

Hoje a Toro Rosso postou essa foto de Pierre Gasly moldando banco para cockpit. Não pode ter sido à toa, né? E além dos testes, abram o olho, Daniil Kvyat e Carlos Sainz Jr.. O primeiro vem voltando a fazer trapalhadas, e o segundo está fortemente ligado à rumores com Renault e McLaren. E também não sabemos se e qual dos dois trabalhará com o reserva.


Página do AutoblogPV8 no Facebook: https://www.facebook.com/Autoblogpv8

Um abraço!

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Os novos carros da IndyCar


Como anunciado no final do ano passado, a IndyCar renovou seu contrato com a Dallara e o chassi passaria por uma reformulação para 2018, tendo seus primeiros esboços divulgados no início deste ano e, exatos dois meses atrás, as primeiras projeções.


Hoje, finalmente, conhecemos os novos bólidos. Reais, fabricados e expostos no Indianapolis Motor Speedway, com as cores da Chevrolet e da Honda. Seu nome é IR-12.


Agora, naturalmente, começarão sessões de testes (Chevrolet com Juan Pablo Montoya e Honda com Oriol Servià), para aperfeiçoar e, eventualmente corrigir qualquer problema, para que ele possa ir às pistas no ano que vem. Ficaram muito bonitos, hein?


Página do AutoblogPV8 no Facebook: https://www.facebook.com/Autoblogpv8

Um abraço!

Mercedes-Benz anuncia saída do DTM e entrada na Formula E


Como já vinha sendo considerado desde o final do ano passado, a Mercedes-Benz decidiu ingressar na aventura do automobilismo elétrico. Um pouco antes do previsto, mas, a marca alemã estará na Formula E a partir da temporada 2019/20.

Por outro lado, para isso, irá deixar o DTM, fazendo este campeonato formidável perder força tendo apenas Audi e BMW. A propósito, essas duas serão times de fábrica nos monopostos elétricos. A Audi Sport tomando as rédeas da ABT, e a BMW da Andretti.

Por que a Mercedes não faz o mesmo? Porque além do novo certame, as Flechas Prateadas deram o sinal de que continuarão na Fórmula 1 (o atual contrato entre montadora e categoria termina em 2020).


Página do AutoblogPV8 no Facebook: https://www.facebook.com/Autoblogpv8

Um abraço!

Rapidinhas ( ͡° ͜ʖ ͡°) da Fórmula 1 2017/18: Kubica e Latifi na Renault, e Matsushita na Sauber, nos testes em Hungaroring; e considerações sobre a Honda


Pilotando o Lotus E20, o primeiro teste de Robert Kubica foi em Valência, depois em Paul Ricard e, como eu imaginava, haveria uma oportunidade com o carro de 2017: será nos testes coletivos que acontecerão em Hungaroring, após o GP da Hungria.

Em tal ocasião, o polonês dividirá as atividades com o reserva Nicholas Latifi, que corre na F2. Há ainda outros reservas confirmados em outras equipes. Por falar nisso, a Sauber anunciou a participação de Nobuharu Matsuhita, pupilo da Honda, que também corre na principal divisão de acesso à Fórmula 1.

Isso nos faz levantar essa questão mais uma vez: com quem a fornecedora nipônica estará em 2018? Pois já se manifestaram que não pretendem deixar a Fórmula 1.


Existe, oficialmente, uma espécie de pré-contrato com a Sauber, porém esta parece indecisa e a fabricante cobra uma decisão rápida. A presença de Matsushita pode ser um sinal favorável. E há pouco tempo diziam que os laços podiam até se estreitar. Mas isso foi antes da saída de Monisha Kaltenborn, o que dizem os rumores, incomodou a Honda, que por isso pularia fora. Desde então, já foi escolhido um novo chefe para o time suíço: é Fréderic Vasseur, que veio da Renault.

Mais recentemente ainda, surgiram boatos de que a Honda estaria interessada em comprar a Toro Rosso da Red Bull, para transformá-la em sua nova equipe de fábrica.

E quanto a McLaren? Atira para todo lado, inclusive Ferrari, como já viram em um dos últimos links, e ainda na Mercedes. Mas parece que, por mais que o leite tenha azedado, vão continuar com os japoneses, o que esta semana admite-se que também seja a vontade deles.


Página do AutoblogPV8 no Facebook: https://www.facebook.com/Autoblogpv8

Um abraço!

Hyundai i30 N


Eu tenho falado muito pouco de lançamentos automotivos ultimamente, então resolvi fazê-lo hoje e, para isso, selecionei um modelo que provavelmente empolgue a maioria de nós, apaixonados por carros.

Creio que todos conheçam o i30, certo? Falei de sua terceira geração aqui há quase 1 ano. Pois bem, conheçam seu irmão rebelde: o i30 N, apresentado pela Hyundai há quase duas semanas. N, aliás, é a divisão esportiva da marca coreana.


Trata-se de um hot hatch que chegou com a ambição de desafiar seus concorrentes europeus e olha, capacidade, ele tem. Não à toa, teve uma imensa parte de seu desenvolvimento feita em Nürburgring.

Ele é equipado com um motor de 2.0L turbo, o 2.0 GDi, baseado no Theta II Turbo, que equipava o Genesis Coupé, para ser mais exato. Só que ele foi melhorado. São 250 cv de potência, mas com um pacote opcional, isso sobe para 275 cv, a 6.000 rpm. E o torque é de 35,9 kgfm entre 1.450 e 4.500 rpm. Nada mau, hein? O câmbio é, pelo menos por enquanto, unicamente manual de 6 marchas, para a felicidade dos puristas. A princípio a tração é dianteira, mas já estão desenvolvendo uma versão de tração integral.

Considerando as potência dadas, ele faz de 0 a 100 km/h em 6,4 e 6,1 segundos, respectivamente. Atualmente o Hyundai de rua mais rápido.


Existem cinco modos de direção, selecionáveis pelo motorista no volante e no painel: Eco, Normal, Sport, Sport N e N Custom. Os dois primeiros é só pra você ir até ali na padaria buscar o café ao final da tarde, se quer fazer isso de forma menos intensa. O terceiro e o quarto, já mostram bem suas propostas, sendo o N a versão mais radical. Alteram a resposta do acelerador, a rigidez dos amortecedores, o ronco do motor, os controles eletrônicos de tração e estabilidade e, de quebra, para fazer aquela arrancada perfeita, ele também tem um sistema que auxilia nisso. As suspensões, a própósito, são McPherson na dianteira e multilink atrás.

A última opção, como sugere o nome, é aquela que você pode customizar como bem entender.

A esportividade no comportamento não para por aí: ele traz até mesmo uma barra de torção no porta-malas, que claro, pode ser removida para quando você for ao supermercado ou viajar. Só não botei muita fé nos apoios laterais desses bancos.


Os discos de freio, que podem ser vistos numa imagem acima chamando bastante a atenção com essas pinças vermelhas gerando um baita contraste comparado ao azul clarinho da carroceria que evidencia bem suas linhas esportivas, tem discos de 17" na frente e 16" atrás. As rodas de série são de 18" calçados por pneus 225/40, mas podemos aumentar isso para 19" e 235/35. De fábrica, são os Pirelli P-Zero.

Olhando para o painel, continua bem, digamos, tradicional. Nada de coisa muito moderna com mostradores digitais, mas sim o bom e velho quandro de instrumentos com ponteiros reais.


Já que agora ao final estou falando mais em aparência, no geral, me parece um carro que se mistura bem com aqueles que quer atacar: hatches alemães. Gostei bastante desses frisos vermelhos e daquela terceira luz de freio abaixo do spoiler, em forma triangular. Realmente você está de parabéns, Hyundai.


Página do AutoblogPV8 no Facebook: https://www.facebook.com/Autoblogpv8

Um abraço!

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Fórmula 1 2017/18 - Grosjean e Magnussen continuam na Haas


Para evitar ser alvo de rumores, Gene Haas, dono da equipe que leva seu sobrenome, já se adiantou dizendo que Romain Grosjean e Kevin Magnussen continuarão em seus respectivos lugares para a temporada 2018 da Fórmula 1.

Vindo da Renault, sueco era uma aposta um pouco arriscada, da qual eu mesmo desconfiava até pouco tempo atrás, considerando este como seu ano definitivo de provação. Mas pouco a pouco, ele vem fazendo um bom trabalho e melhorando seu ritmo tanto em classificações quanto em corridas. Admito que posso ter queimado um pouco a língua.

Já o francês fez uma temporada muito boa no ano passado, especialmente na primeira metade, que era quando o carro foi desenvolvido mais intensamente. Na atual temporada, ele pareceu ter uma queda de rendimento, mas isso é devido a dificuldades de adaptação com os freios, que vivem trocando e reajustando desde o início do ano, mas nunca fica perfeitamente adequado ao seu estilo de pilotagem. Ainda assim, marcou mais pontos do que o seu companheiro.

Quem não deve ter ficado feliz com isso, foi Antonio Giovinazzi, que desde o último final de semana até o fim da temporada, vai trabalhar mais como reserva do time e busca uma vaga definitiva no grid do certame.


Página do AutoblogPV8 no Facebook: https://www.facebook.com/Autoblogpv8

Um abraço!

Lista completa de carros históricos no F1 2017 da Codemasters

Em meados de maio eu falei sobre os carros clássicos que estariam no F1 2017, simulador da Codemasters para PS4, Xbox One e PC, mas desde então, mais carros foram anunciados e, ao que parece, agora temos a lista definitiva, que segue aqui abaixo:

McLaren-Honda MP4/4 de 1988:


McLaren-Honda MP4/6 de 1991:


McLaren-Mercedes MP4-13 de 1998:


McLaren-Mercedes MP4-23 de 2008:


Williams-Renault FW14B de 1992:


Williams-Renault FW18 de 1996:


Ferrari 412 T2 de 1995:


Ferrari F2002 de 2002:


Ferrari F2004 de 2004:


Ferrari F2007 de 2007:


Renault R26 de 2006:


Red Bull Racing-Renault RB6 de 2010:


Página do AutoblogPV8 no Facebook: https://www.facebook.com/Autoblogpv8

Um abraço!

quinta-feira, 20 de julho de 2017

NASCAR Cup Series 2017/18 - Bowman será o substituto de Earnhardt Jr.


Dale Earnhardt Jr. passou um bom tempo afastado das pistas no ano passado, devido a uma concussão. Em parte deste período, o Chevrolet #88 da Hendrick Motorsports foi guiado por Alex Bowman, reserva da equipe.

Este ano, Dale Jr. voltou às pistas, mas não muito tempo depois, considerando a situação pela qual passou e o tempo em que já corre, acabou anunciado sua aposentadoria ao final desta temporada. Então, para a próxima da NASCAR Cup Series, quem assumirá de vez esse cockpit, será Bowman.


Página do AutoblogPV8 no Facebook: https://www.facebook.com/Autoblogpv8

Um abraço!

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Mercedes-Benz Classe X


A Mercedes-Benz apresentou esta semana a Classe X. Sua primeira picape média, que aliás, talvez venha a ser a melhor da categoria. Já estava nos planos da marca há algum tempo, se eu não tiver mencionado isso aqui anteriormente. E ela virá para o Brasil em 2018, sendo fabricada na Argentina.


Embora seja a única picape de luxo neste segmento, acreditem: a plataforma dela é... da Nissan Frontier. Sim, resultado de uma parceria, hã... "germano-japonesa", que ainda tem a Renault no meio. Um menage caminhonetístico.

Quanto a motorização, ainda não sabemos como será aqui. Mas na Europa, onde ela deve chegar ao mercado ainda este ano, será um 2.3L turbodiesel que pode gerar 163 cv ou 190 cv de potência, e nos Emirados Árabes, haverá uma 2.0L turbo de 165 cv. Câmbio manual de 6 marchas ou automático de 7 marchas. E a tração, de entrada é traseira, mas pode ser a integral 4MATIC.


Página do AutoblogPV8 no Facebook: https://www.facebook.com/Autoblogpv8

Um abraço!

Fórmula 1 2017 - O teste de Ogier com a Red Bull


Há pouco mais de um mês, que falei que o tetracampeão do WRC, Sébastien Ogier, faria um teste de Fórmula 1 pela Red Bull, que também o patrocina. Porém de lá pra cá, não tivemos nenhuma notícia sobre essas atividades. Hoje, as imagens foram divulgadas.


No Red Bull Ring, antigo A1 Ring, na Áustria, o francês teve ninguém menos que David Coulthard como professor para pilotar o RB7, carro que deu ao time e ao quase xará (de apelido Seb, pelo menos) Sebastian Vettel, seus segundos títulos mundiais consecutivos.

Para o piloto, foi a realização de um sonho que ele disse ter desde que, quando criança, via o ídolo Ayrton Senna correr (irônico para um francês, não?). Isso foi possível porquê atualmente ele está M-Sport, equipe que é apenas cliente da Ford e não um time de fábrica, o que antes era um impedimento.


Página do AutoblogPV8 no Facebook: https://www.facebook.com/Autoblogpv8

Um abraço!

Fórmula 1 2017 - FIA introduz Halo em 2018


Coincidentemente, logo após eu falar da cobrança das equipes em relação ao que será usado, se é que seria usado, para proteger o cockpit em 2018, a FIA anuncia o Halo e, pelo visto, volta atrás no que disse quanto ao Shield, embora já tenha feito o mesmo quanto ao dispositivo escolhido.

Como o Halo foi o mais testado, mesmo que bem controverso, a FIA acabou, de novo, escolhendo este para ser usado a partir do ano que vem. Afinal, comparado aos outros, este foi o mais testado, por um bom número de pilotos que, no geral, não acham que comprometa a visão. Mas também não é o que mais protege. Talvez o Shield mais bem desenvolvido fique para mais tarde.


Página do AutoblogPV8 no Facebook: https://www.facebook.com/Autoblogpv8

Um abraço!

Rapidinhas ( ͡° ͜ʖ ͡°) da Fórmula 1 2017/18: testes da Pirelli; e a continuação da saga do Halo


A Pirelli tem alguns dias para fazer testes ao longo do ano, com qualquer equipe. Está semana, ela está trabalhando em dois locais diferentes, com equipes diferentes, para o desenvolvimento dos pneus de 2018. Estranhamente, foram designados pilotos de pouca experiência na Fórmula 1, que não sei se podem dar os melhores feedback possíveis para a fabricante.


Ontem e hoje, Haas e Williams permaneceram em Silverstone, onde foram completadas 328 voltas com Antonio Giovinazzi e Lance Stroll. Enquanto isso, hoje em Magny-Cours, Stoffel Vandoorne deu 135 voltas com a McLaren-Honda calçando pneus de chuva, em pista molhada, e os trabalhos continuarão amanhã.


Tira o Halo, põe o Halo, a hora que eu quiser... e continua a novela! Pois é, parecia que, definitivamente, teríamos o Shield em 2018. Porém o dispositivo como ainda está, não agradou muito Sebastian Vettel, que disse ter se sentido tonto ao usá-lo.


Agora a FIA parece ter voltado ao Halo. Porém uma resposta definitiva já deveria ter sido dada aos times há tempos, para não comprometer o desenvolvimento dos próximos carros. Então, particularmente, acredito que no ano que vem, o cockpit continuará desprotegido.


Página do AutoblogPV8 no Facebook: https://www.facebook.com/Autoblogpv8

Um abraço!

terça-feira, 18 de julho de 2017

Fórmula 1 2017 - Leclerc e Auer nos testes em Hungaroring


Após o GP da Hungria, próxima etapa do mundial de Fórmula 1, as equipes permanecerão no autódromo de Hungaroring, em Budapeste, pois lá acontecerão testes do meio da temporada. Titulares e reservas são escalados para a realização das atividades, e dois dos pilotos mais jovens e, por mim, promissores da atualidade, estarão lá.

O primeiro é Charles Leclerc, de 19 anos, atual campeão da GP3 Series e hoje corre na Fórmula 2 pela Prema e lidera com folga o campeonato. Como é piloto da Ferrrari Driver Academy, o monegasco irá pilotar o carro da Scuderia.

O outro segue um caminho um pouco diferente, mas que já vimos (com Paul di Resta e Pascal Wehrlein) que pode dar na Fórmula 1: Lucas Auer, que corre pela Mercedes no DTM, onde vem vencendo e é vice-líder do campeonato. O austríaco de 22 anos correrá pela Force India, por uma combinação de dois fatores: o motor Mercedes-Benz e o fato de terem um patrocinador em comum, a BWT. Ao contrário de Leclerc, será sua primeira vez num F1.

Auer, que diga-se de passagem, é sobrinho de Gerhard Berger, terá como companheiro de trabalho um reserva do time indiano: o russo Nikita Mazepin, de 18 anos, que corre na Fórmula 3 Europeia, mas que não consegue resultados expressivos.


Página do AutoblogPV8 no Facebook: https://www.facebook.com/Autoblogpv8

Um abraço!